Logotipo da entidade

Consultas Boa Vista SCPC

5 EXEMPLOS DE COMO LIDAR COM A OBJEÇÃO:

Sabe aquele cliente que diz “estou só dando uma olhadinha”? Quem foi que disse que ele não é um cliente em potencial? Um bom vendedor consegue efetivar vendas com qualquer tipo de cliente, inclusive este.

Ser um bom vendedor requer algumas habilidades bem específicas. Enquanto algumas pessoas parecem já nascer com um dom natural para vendas, outras precisam desenvolvê-lo. No entanto, engana-se quem acredita que somente o dom é suficiente para o alcance de bons resultados. Em ambos os casos é necessário adquirir conhecimentos e técnicas  quando o assunto é acertar na abordagem e efetivar a venda. E isso vale também para atender aquele cliente que diz: estou dando só uma olhadinha.

Se você quer cativar seu cliente logo que ele entrar no estabelecimento, saiba que você tem poucos minutos para conhecê-lo e despertar seu interesse. Além das técnicas que podem ser aplicadas, você deverá estar atento ao seu comportamento e suas atitudes.

Por isso listamos 5 formas de tratar essa objeção:

O cliente entra na loja e o vendedor diz:
– Bom dia. Tudo bem?

Então, o cliente responde automaticamente:
– Só estou dando uma olhadinha.

– Que coisa boa! O senhor veio na hora certa. Chegaram várias novidades. 
O senhor está procurando algum produto específico?
__________
Na maioria das vezes, o entusiasmo em continuar a conversa com o cliente faz com que ele se abra e diga o que está procurando.

A cliente entra e é abordado pela vendedora:
– Olá. Tudo joia? Seja bem-vinda!

E a cliente responde:
– Obrigada. Só estou olhando.

– Tudo bem, pode olhar com tranquilidade. Está procurando 
algo em especial?
___________
Uma das formas de quebrar esta objeção é primeiro concordar com o cliente (tudo bem, pode olhar…) e logo em seguida fazer uma pergunta para auxiliá-lo.

Depois de olhar alguns produtos, o cliente é abordado pelo vendedor:

– Desculpe a demora, a loja está muito movimentada. 
Como posso te ajudar hoje?

– Obrigado, estou só olhando.
– Ok, meu nome é João. 

Se você precisar de ajuda, você me chama?

– Sim, pode deixar.
– Ótimo. A propósito, qual é o seu nome?
– Márcio.
– Márcio, só para eu saber, você já encontrou o que estava procurando?
________
Note que simpatia e uma vontade sincera de ajudar o cliente podem fazer que a conversa se transforme em uma venda.

O cliente está do lado de fora, olhando um produto dentro da loja ou na vitrine. 

O vendedor chega até ele e diz:
– Boa tarde.

E o cliente já responde:
– Estou só namorando a vitrine.

– Que bacana. Vamos entrar que eu apresento vocês. 
Quem sabe este namoro não se transforma em um casamento?

__________
Perceba que prestar atenção nas palavras exatas que o cliente diz e usar bom humor pode quebrar o gelo inicial e atrair no mínimo a simpatia do seu futuro cliente.

O cliente está na loja e quando uma vendedora se aproxima, ele já solta a frase:

– Não se incomode, estou só dando uma olhadinha.
– Está certo. Tem algum item mais específico que o senhor esteja procurando?

– Não, obrigado. Não preciso de ajuda. Só estou dando uma olhadinha mesmo.
– Tudo bem. Meu nome é Juliana. Se precisar de alguma coisa, você me chama?
________
Como o cliente insistiu em ficar sozinho, é importante que a vendedora se afaste um pouco, mas não o perca de vista. Afinal, assim que o cliente olhar para um dos lados em busca de ajuda, ele vai querer que tenha alguém para ajudá-lo – mesmo que tenha dito que não precisa de ajuda.

fonte: Blog.gazinatacado